Inveja

Era mulher, afro-descendente (mas não se importava de lhe chamarem de negra ou preta), míope, de QI mediano, passando da meia idade. Também não era bonita e tinha um nome exótico, para não dizer estapafúrdio. Era lésbica e tinha uma namorada tão estranha quanto ela. Tinha um péssimo gosto para roupas e raramente combinava blusa com calças, meias com sapatos ou casaco com acessórios. Aliás, não passava suas roupas. Era comum vê-la vez em sempre com a marca dos pregadores nas bordas das camisetas. Era pobre e tinha um subemprego, no qual um subgerente fazia seu inferno. Geralmente, ninguém a via com bons olhos. Sequer davam muita chance para suas ideias ou trela para suas conversas.
Era uma vida dura, lascada e cruel. Mas com certeza, seu maior pecado era ser feliz.

Postado originalmente pelo Facebook no dia 2 de maio de 2013. Link para o post original – https://www.facebook.com/rodfaleiros/posts/522411741149186

Anúncios